DASHBOARD FÁCIL

Dashboard para análise de atendimento de atropelamentos em Curitiba/PR

DADOS ANALISADOS DINAMICAMENTE

Um dos maiores desafios para quem necessita compreender informações para tomar decições é ter a capacidade de analisar as informações de forma dinâmica e intuitiva. No exemplo a seguir você encontrará um dashboard dinâmico produzido com ferramentas open source e gratuitas, que entrega algumas das funções mais preciosas para tomadores de decisão: intuitividade, dinamismo e autonomia para a análise de informações.

Neste texto vamos apresentar uma síntese do processo de elaboração de um dashboard interativo, compartilhado em uma página pública da internet (esta mesma) para que você se inspire na produção e compartilhamento de informações com potencial para melhorar processos de planejamento e decisórios. Vamos apresentar a produção de um dashboard  com dados de atendimentos a ocorrências de atropelamento em Curitiba/PR, realizados pelo Corpo de Bombeiros do esado do Paraná. Veja a seguir como realizamos este processo de produção.

  • Base de dados: Arquivo de dados (variáveis de identificação de vítimas) do sistema de informações do Corpo de Bombeiros do estado do Paraná.
  • Desafio: Padronizar os dados existentes e elaborar um dashboard de análise de dados que seja integrável a outras plataformas e capaz de ser disponibilizado publicamente ou para usuários específicos.
  • Solução: Utilização da plataforma Tableau para padronização de dados e criação de dashboard, sincronizado com WordPress para divulgação das informações para o público alvo.

PRODUTO FINAL - DASHBOARD DE ANÁLISE

Vamos iniciar lhe apresentando o produto final. Ao navegar pelo dashboardAnálise de atropelamentos Curitiba/PR” você poderá interagir com os gráficos através de comandos do mouse como clicar sobre, clicar e arrastar, rolagem, etc. Na barra inferior é possível navegar por outras telas (através das setas), compartilhar o dashboard e realizar download dos dados. Experimente e veja o que é possível realizar, e na sequência conheça os passos utilizados para a criação deste poderoso recurso.

ELABOAÇÃO DO DASHBOARD

A base de dados

Os dados de atendimentos de ocorrências de atropelamentos em Curitiba/PR foram disponibilizados no formato de planilha eletrônica (.xlsx) mediante solicitação realizada ao administrador do banco de dados do sistema de informações da instituição (o SYSBM). Os dados foram disponibilizados mediande solicitação prévia, sem variáveis que permitissem identificar as vítimas socorridas.

planilha de dados
Print da planilha de dados do SYSBM

Padronizações

O próximo passo é a identificação dos campos que necessitam de padronização. Neste caso, um dos campos utilizados para a criação de novas variáveis foi “Data e Hora”. Foram criadas variáves de dias da semana, mês/ano e hora. Desta forma o agrupamento dos dados viabiliza a sintetização das informações, facilitando a sua exibição e análise.

Sempre que possível este procedimento deve ser realizado antes do início da fase de análises e produção de gráficos, porém é muito comum que ao iniciar as tabulações o analista tenha novos insights sobre outras possibilidades de apresentação dos dados, e tenha que realizar novos ajustes e padronizações. Um princípio que utilizamos para manter a objetividade do processo foi focar em uma quantidade específica de variáveis e explorá-las, para somente depois partir para a busca de novas possibilidades.

Veja na figura a seguir três variávies que foram criadas a partir do campo “Data e Hora”: Hora, Mês/Ano e Dia da Semana.

padronizacao
Novas variáveis criadas

Produção dos gráficos

O próximo passo é a produção dos gráficos e mapas individualizados. O importante neste ponto é considerar qual a realidade que cada gráfico está descrevendo e se sua forma de apresentação será relevante para o usuário que se utilizará do gráfico para embasar as suas decisões. Vale lembrar que uma vez que o gráfico é elaborado, se houver alguma atualização dos dados, como por exemplo a adição de registros referentes a um novo período de tempo, os gráficos serão atualizados automaticamente.

Uma parte importante na formtação dos gráficos para a sua inserção no dashboard é a observância de padrões estéticos de apresentação das imagens, como a padronização de tipografia e paleta de cores. Para este caso, versão final do dashboard utilizamos o azul como cor predominante e tonalidades derivadas desta cor.

Recursos Urbanos dashboard 1
Exemplos de gráficos utilizados no dashboard

Montagem do dashboard

Chega então a hora de juntar todas as peças e organizá-las de modo que faça sentido para os usuários das informações. Para este trabalho o Tableau é muito intuitivo, permitindo que grande parte do trabalho seja realizado através do “arrastar e soltar” com o mouse. Note que é necessário realizar a distribuição e dimensionamento dos elementos (fontes, gráficos e mapas) de forma intencional. A ferramenta realiza um agrupamento automático, porém ele pode e possivelmente necessitará ser reajustado pelo analista.

A visualização de dados é uma técnica que necessita ser constantemente exercitada e refinada. Tendo em vista a possibilidade de redistribuição dinâmica dos elementos, foram realizados modelos de teste anteriores até chegar à configuração final.

Versão Final Dashboard
Formatação final do dashboard

Uma vez que o dashboard está finalizado o passo seguinte (quinto) é disponibilizá-lo no formato mais conveniente para os usuários da informação. Em nosso caso, disponibilizados o dashboard dos atendimento de vítimas de atropelamento em Curitiba/PR aqui no início desta página (utilizando o wordpress) para fins didáticos. Nosso propósito é compartilhar com você esta possibilidade para quem sabe, lhe inspirar na produção de informações ainda mais qualificadas, seja em nível inicial ou mais avançado.

TRANSFORMANDO DADOS EM CONHECIMENTO

Possivelmente você já tenha ouvido falar que os dados devem ser tranformados em informações (dados processados e agregados de sentido). Porém aqui na Recursos Urbanos, nosso propósito é ir além e tranformar os dados em conhecimento (quando as informações chegam às pessoas que necessitam e estas conseguem compreender o que é apresentado).

Para muitas organizações um conjunto básico de análises descritivas, atualizadas e acessíveis para toda a equipe é uma necessidade urgente, porém difícil de ser atendida, especialmente devido aos processos de preparação de dados e técnicas de disseminação das informações. Para solucionar este problema, tão importante quanto as ferramentas utilizadas são os processos de planejamento e gerenciamento da produção de informações.

Na Recursos Urbanos, nossa equipe possui anos de experiência nos processos de planejamento e gestão para a integração, qualificação, análise e disseminação de informações. Se você ou sua organização necessitam qualificar o processo de produção e compartilhamento de informações, acesse nossa página de serviços em data science ou entre em contato direto conosco clicando aqui!